Eleições presidenciais: Tempo de rádio e TV

Começa em 27 de agosto o horário eleitoral gratuito no rádio e TV para a campanha dos candidatos a presidente da República. Serão 35 dias de propaganda com vistas ao primeiro turno das eleições. Além dos horários fixos de propaganda, às terças, quintas e sábados no rádio (blocos às 7h e às 12h) e na TV (às 13h e às 20h), os candidatos vão ter direito a inserções de 30 segundos ao longo da programação.
Lula, da Coligação Brasil da Esperança é o candidato com mais tempo no horário eleitoral gratuito, contando com 3 minutos e 39 segundos em cada bloco e um total de 286 inserções. Jair Bolsonaro, da Coligação Pelo Bem do Brasil, vai contar com o segundo maior tempo: 2 minutos e 38 segundos em cada bloco, além de 207 inserções. O terceiro maior tempo é de Simone Tebet, da Coligação Brasil para Todos, que soma 2 minutos e 20 segundos por bloco e 184 inserções. Soraya Thronicke, do União Brasil, vai contar com 2 minutos e 10 segundos por bloco e 170 inserções.
Entre os principais candidatos, Ciro Gomes, do PDT, vai ter 52 segundos por bloco e 68 inserções durante a campanha para o primeiro turno.

Por uma campanha eleitoral diferenciada

A pré-candidata do MSB, PSDB e Cidadania, senadora Simone Tebet (MDB-MS), tem tudo para fazer uma bela campanha para presidente da República. Uma campanha diferenciada, que busque inspiração no melhor de Duda Mendonça. Campanha para se tornar memorável, contra o discurso do ódio e pelo equilíbrio entre os poderes, entre os membros da Federação e entre as pessoas, homens e mulheres.
Em seus primeiros movimentos, Simone Tebet tem reafirmado a sua condição de mulher candidata e defendido, talvez como bandeira, o combate à fome e à miséria. Nada mais justo. Deve-se levar em conta, porém, que a questão da fome e da miséria pode ser trazida até mesmo pelo candidato à reeleição, Jair Bolsonaro, acenando com o programa Auxílio Brasil, de distribuição de renda, sem falar no líder das pesquisas, Luiz Inácio Lula da Silva, criador do extinto Bolsa Família, que deve fazer disso o seu carro-chefe de campanha.
Simone Tebet deve buscar a diferenciação, lembrando sempre as razões por que é a candidata da Terceira Via.

Retirada da sonda nasogpas

Boletim médico divulado no início da noite pelo Hospital Vila Nova Star sobre o estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro informa que ele retirou a sonda nasográstica por meio da quel vinha se alimentando e recebeu dieta lóquida.. Bolsoaro foi internado na madrugada de segunda-feira neste hospital, na cidade de São Paulo (SP) com um quadro de obstrução intestinal. É a seguinte a íntegra do boletim:  
"O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, evoluiu com boa aceitação da dieta líquida ofertada durante o dia, o que motivou a retirada da sonda nasogástrica. O trato digestivo do paciente mostra sinais de recuperação. No momento, não há previsão de alta"

Sem indicação de cirurgia

"A Secretaria Especial de Comunicação Social informa que, conforme boletim médico divulgado pelo Hospital Vila Nova Star, na manhã desta terça-feira (04/01), o quadro de suboclusão intestinal do Presidente da República, Jair Bolsonaro, se desfez, não havendo indicação cirúrgica. A evolução do paciente, clínica e laboratorialmente, segue satisfatória e será iniciada uma dieta líquida. Ainda não há previsão de alta."

Secretaria Especial de Comunicação Social

Publicado em 04/01/2022 08h50

Melhora clínica

"A Secretaria Especial de Comunicação Social informa que, conforme nota expedida pelo Hospital Vila Nova Star, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, apresentou melhora clínica após a passagem da sonda nasogástrica, evoluindo sem febre ou dor abdominal. O presidente fez uma curta caminhada pelo corredor do hospital e permanece em tratamento clínico, ainda sem avaliação quanto à necessidade de intervenção cirúrgica."

Secretaria Especial de Comunicação Socia

Publicada em 03/01/2022 19h58